Artigos

Compartilhe!

O ano do Boi

Publicado em: 28/08/2009

Por: Dimitri Camiloto

Já nos encontramos no meio do Ano do Boi, que começou em 26 de janeiro deste ano e irá terminar em 13 de fevereiro de 2010. É um momento apropriado para refletirmos sobre o signo chinês que está regendo 2009.

O Boi é um animal conservador e esforçado, que através do trabalho diligente e perseverante constrói lentamente, mas de forma muito sólida, o seu próprio lugar no mundo. A preguiça e a falta de força de vontade, são, para ele, defeitos imperdoáveis.

Fazendo um paralelo, vemos que 2009 está sendo um ano de exigências maiores em relação à disciplina e de demora nas realizações, ao contrário de 2008, Ano do Rato, de muita especulação e ganhos mais fáceis. Não devemos negligenciar a crise financeira mundial, estancando o crescimento econômico que vinha ocorrendo. Portanto, estamos em um ano no qual o imperativo é fortalecer e consolidar posições, ao invés de ter a expectativa de lucros fáceis.

A paciência e a honestidade são dois atributos do Boi, que é modesto mas determinado. Por outro lado, o preconceito, a intransigência e a introversão são aspectos negativos do seu caráter. O Boi não acredita em soluções mágicas e coisas que caem do céu, sendo apegado à tradição e ao senso comum.

Este é um ano Boi/Terra, o mais constante e tenaz dos tipos de Boi. O compromisso com as obrigações e a praticidade ao encarar a vida fazem com que o Boi/Terra esteja preparado para pagar o ônus do esforço em vencer na profissão e nos objetivos escolhidos. Os deveres são assumidos de forma ainda mais disciplinada, nunca permitindo que a instabilidade emocional ou a desistência sequer passem perto.

O Boi/Terra, apesar de pouco emotivo, é muito afinado, leal e sentimentalmente sincero a quem ama, mas é preciso que esta pessoa se enquadre dentro da sua lógica. Juntos, podem construir o mais sólido dos lares e uma família bastante próspera. Nada será capaz de fazê-los regredirem, mas, pelo contrário, os avanços serão sempre constantes e seguros. Talvez dois dos maiores ensinamentos deste signo chinês sejam que a pressa é inimiga da perfeição e que Deus ajuda quem cedo madruga.

Sendo assim, é preciso ter em mente que não existe crise econômica ou conjuntura desfavorável que possa derrubar ou desencorajar o Boi forte e estável. Portanto, nada de corpo mole ou pessimismo, pois somos nós quem criamos a nossa própria realidade! Dentro de mais alguns meses virá o Ano de Tigre, e as posições conquistadas no Ano do Boi terão enorme importância, pois será um tempo de extremos.

Compartilhe!

Dimitri Camiloto

Dimitri Camiloto

Biografia:

dimitricamiloto@gmail.com É astrólogo e Mestre em Sociologia e Antropologia pela UFRJ. Já palestrou em cidades como São Paulo, Brasília, Porto Alegre e Buenos Aires.

+ Deste autor